Funções dos Objetivos

Início / Manual / Definição de Objetivos / Funções

Toda a ação de formação deve ter objetivos claramente definidos e previamente fixados. As razões que justificam esta posição são variadas e estão diretamente relacionadas com as vantagens que daí advêm para a aprendizagem em geral, e ainda para todos os intervenientes no processo de formação: formandos, formadores, instituições e futuros empregadores

De um modo geral, podemos definir objetivo de formação como um enunciado claro e explícito dos resultados que se esperam alcançar com uma determinada ação de formação. Os objetivos de formação indicam os resultados esperados de uma aprendizagem visada.

A partir deste conceito geral de objetivo de formação, vamos analisar algumas vantagens ou as principais funções que os objetivos cumprem, quando clara e previamente definidos.


Os objetivos são factores de clarificação

Os objetivos são um fator de clarificação de toda a formação. Não há formação eficaz sem se ter uma ideia precisa do que se pretende que os formandos fiquem a saber no final da formação. Só sabendo para onde se vai se tomará o caminho certo para lá chegar.

A definição prévia dos objetivos da formação torna mais claro o que se pretende alcançar com as ações de formação. Através da definição de objetivos, torna-se mais fácil eliminar a ambiguidade que tantas vezes rodeia uma ação de formação, definida em termos de conteúdos ou aquisição de conhecimentos genéricos e difusos.

A determinação precisa das capacidades que os formandos devem adquirir ou desenvolver com uma determinada ação de formação, assegura uma maior clareza e objetividade de procedimentos no processo formativo.

A definição prévia dos objetivos, além de ser condição de maior clarificação dos procedimentos formativos, é também garantia de maior congruência, entre os resultados desejados e os alcançados.

Topo | Índice

Os objetivos são instrumentos de comunicação

Os objetivos são instrumentos de comunicação que asseguram um entendimento mais fácil entre os vários intervenientes ou interessados na formação: formandos, formadores, avaliadores, futuros empregadores, etc. Perante uma situação de formação, podem ser distintas as intenções e as interpretações de formandos e formadores.

Acontece, por vezes, que os formadores não conseguem fazer-se entender e os formandos são obrigados a «adivinhar» o que se espera deles. A definição dos objetivos vem permitir que as intenções da formação apresentem um significado idêntico para todos e, consequentemente, evitar mal-entendidos resultantes da ambiguidade que carateriza formações mal definidas.

Com objetivos bem definidos, o formador sabe o que pedir aos seus formandos, estes sabem o que se espera deles, os avaliadores sabem o que poderão exigir, e os clientes ou empregadores sabem com que aptidões podem contar por parte dos seus empregados.

Topo | Índice

Os objetivos são instrumentos de orientação do formador

Os objetivos servem de critérios para a escolha dos métodos, das técnicas, dos meios e dos instrumentos para o aperfeiçoamento da ação educativa, sendo para o formador como um guia no planeamento das atividades de aprendizagem, condução de sessões e avaliação dos resultados.

Sabendo-se quais os objetivos a alcançar, mais facilmente se saberá como alcançá-los.

A existência de objetivos precisos assegura maior objetividade na ação de formação, diminuindo as probabilidades do formador se dispersar por conteúdos ou atividades que, embora interessantes, podem satisfazer apenas os seus gostos pessoais. A definição dos objetivos também possibilita ao formador determinar o grau de êxito das suas estratégias e comportamentos pedagógicos.

Podem ainda veicular um importante meio de avaliação e controlo da ação do formador, na medida em que obtém informação sobre se os formandos alcançaram, ou não, os objetivos previstos.

Topo | Índice

Os objetivos são um guia para o formando

O conhecimento dos objetivos por parte do formando é talvez um dos meios mais eficazes para o sucesso da aprendizagem.

Diz Mager «se comunicar a um aluno os objetivos da sua aprendizagem talvez não tenha que fazer mais nada».

Os objetivos são para o formando um guia que lhe permite direcionar a sua atividade e organizar os seus esforços. Saber com que finalidade se realizam as atividades de aprendizagem, é fator de: motivação para o trabalho, boa aceitação das mensagens, facilitação da sua compreensão e assimilação. Saber em que direção se caminha é dar sentido a cada passo que se dá.

Alguns estudos desenvolvidos nesta área, sobre o efeito do conhecimento dos objetivos nos resultados obtidos pelos alunos, concluíram na maioria dos casos, que os resultados alcançados por aqueles que conheciam os objetivos da sua aprendizagem, eram muito superiores aos dos que não tinham qualquer informação a esse respeito.

O conhecimento dos objetivos permite ao formando:

  • situar-se em relação ao fim a atingir;
  • tomar consciência do que lhe vai ser exigido;
  • distinguir o essencial do acessório;
  • possuir um ponto de referência para avaliar e controlar os seus progressos.

Topo | Índice

Os objetivos são factores de maior objetividade na avaliação

Uma das funções mais úteis dos objetivos é a de fornecer referências e critérios para a avaliação. A experiência demonstra que a avaliação é percebida como menos difícil e mais justa, quando os objetivos são comunicados aos formandos em tempo útil e sem ambiguidade.

São bem conhecidas as dificuldades e até erros que envolvem a avaliação dos resultados da formação, a maior parte deles consequência da falta de clarificação do que se pretende realmente avaliar.

Uma formação definida em termos de conteúdos gerais deixa ao critério subjetivo do avaliador a escolha do que deve ser avaliado, do que deve ser exigido ao formando como resultado da aprendizagem.

Com objetivos de formação corretamente definidos, sobretudo em termos de comportamentos observáveis, exigir-se-á do formando que demonstre apenas os saberes que foram previamente fixados. Não pode, assim, exigir-se o que se supõe que ele poderia ou deveria ter aprendido.

Desta forma, é mais fácil evitar incertezas quanto ao que deverá ser avaliado, e também minimizar a subjetividade natural dos avaliadores, frequentemente influenciados por conceitos pessoais, ou causas estranhas à aprendizagem.

Os objetivos introduzem na formação uma componente de objetividade que garante um controlo da aprendizagem mais correcto e mais justo.

Topo | Índice

Os objetivos são um instrumento de rentabilização da formação

A definição de objetivos de formação em termos de competências a adquirir, vem equiparar a atividade formativa à atividade produtiva.

O conceito de produto a obter com a formação, determina maior operacionalidade e consistência nas ações de formação, garantindo resultados mais palpáveis e de nível mais elevado.

A racionalização que a definição de objetivos introduz no sistema pedagógico, minimiza os efeitos da indefinição e subjetividade dos procedimentos desenvolvidos a vários níveis e determina uma maior produtividade, traduzida na obtenção de mais e melhores resultados finais. Permite posteriores revisões e reformulações assegurando uma maior adequação e eficácia da formação e uma mais elevada rentabilidade do sistema.

Topo | Índice | A seguir » Níveis de definição dos objectivos »