Níveis de Objetivos

Início / Manual / Definição de Objetivos / Níveis

Todos os intervenientes na formação, sejam eles gestores, programadores, ou formadores, têm como tarefa fundamental a definição de objetivos de formação. Todavia, a situação em que cada um o faz é diferente, sendo por isso também diferente o modo como os mesmos são expressos.

O conceito de objetivo como enunciado dos resultados que se espera alcançar com a formação, sendo muito amplo, permite-nos englobar as diferentes situações em que os objetivos podem ser definidos e as várias formas que podem assumir.

É um facto que quando nos confrontamos com um projeto de uma ação de formação, podemos verificar que os respetivos objetivos, ou resultados esperados, podem ser formulados por diferentes entidades e com diversos níveis de generalidade, desde a indicação muito ampla do que se pretende com a formação, (perfil de competências), até à indicação muito precisa do que o formando deverá ser capaz de fazer numa situação muito específica.


Exemplos

  • No final da ação de formação X os formandos devem ser capazes de: compreender a literatura portuguesa contemporãnea. (formulação muito genérica)
  • Dada uma lista de 30 vocábulos usuais da literatura portuguesa contemporãnea, os formandos devem ser capazes de: dizer o significado de pelo menos 25 deles. (formulação muito específica)

Os diferentes graus de generalização ou de especificação com que são definidos os objetivos, fazem com que exista uma multiplicidade de designações ou classificações, que na maioria das vezes se intersetam ou se sobrepõem, como se pode constatar pelos seguintes exemplos: objetivos globais, gerais, terminais, finais, intermédios, sequenciais, facilitadores de aprendizagem, de progressão, de desenvolvimento, de transferência, etc.

Adotaremos aqui a conceção proposta por Hameline que é uma síntese das propostas de diferentes autores, nomeadamente, Mager, Guilbert e Birzea, e vamos considerar 4 níveis de generalidade na formulação dos propósitos ou intenções de formação:

  • ao nível mais alto de generalidade situaremos as finalidades;
  • ao nível abaixo das finalidades dá-se o nome de metas / fins;
  • ao nível das formulações dos resultados esperados / competências a adquirir com uma determinada ação de formação ou sequência de ensino-aprendizagem, dá-se o nome de objetivos gerais;
  • ao nível das formulações, dos comportamentos esperados no final de uma ação de formação ou de uma sequência de ensino aprendizagem teremos os objetivos específicos.

Topo | Índice

Finalidade

É uma afirmação de princípio, através da qual a sociedade (ou um grupo social) identifica e veicula os seu valores.

Constituem os grandes objetivos ou propósitos da formação, e expressam intenções muito gerais, fornecendo uma directriz para a globalidade da formação.

São tomadas de decisão ao mais alto nível, em termos de política geral ou opções fundamentais, quer no campo da educação quer no campo da formação profissional, promovidas pelas entidades oficiais ou particulares.

Exemplo
Os cursos de formação na área de ................. visam o desenvolvimento de ................(aqui um valor), isto é, ................(aqui a explicitação do valor)

As finalidades são indispensáveis para dar unidade ao conjunto das ações que integram os projetos de formação, porque elas fornecem diretrizes sobre um determinado sistema de formação.

Meta / Fim

É o enunciado que define de uma maneira geral, as intenções que uma instituição ou uma organização, têm com um determinado programa ou ação de formação e situam-se ao nível dos desempenhos, isto é, a meta ou o fim de um determinado programa ou ação de formação, define o perfil de saída dos formandos. São, em regra, formulados ao nível dos gestores ou organizadores da formação.

Exemplos

Esta ação de formação visa preparar pessoas para o desempenho das funções de Barman em unidades hoteleiras.

Esta ação de formação visa formar profissionais habilitados a trabalhar com o programa de desenho técnico, CAD nível 3.

Objetivo geral

É um enunciado que descreve os resultados esperados, e situa-se ao nível das competências a adquirir pelos formandos no final da formação ou de uma sequência de ensino aprendizagem.

Exemplos

No final da formação, o formando deverá ser capaz de: conhecer as técnicas de venda de um produto.

No final do módulo X o formando deverá ser capaz de: compreender a importãncia da planificação.

Objetivo específico

Expressa os comportamentos esperados no termo de uma acção de formação ou de um conjunto de atividades de aprendizagem, e situa-se ao nível das competências a desenvolver.

Resulta da decomposição de um objetivo geral em aspetos mais restritos e corresponde a competências mais elementares, que integram as capacidades mais complexas visadas pelo objetivo geral. Deve ser formulado em termos operacionais, ou seja, em termos de comportamentos observáveis.

Os objetivos específicos servem para avaliar até que ponto os objetivos gerais foram, ou não, atingidos.

Exemplos

Dada uma lista de comportamentos, o futuro formador deverá se capaz de: indicar aqueles que correspondem a comportamentos caraterísticos dos jovens, sem recorrer a consultas e sem nenhum erro.

O formando deverá ser capaz de: roscar um furo de 6 milímetros de diâmetro existente numa peça dada, utilizando um torno de bancada e em menos de 20 minutos.

Estes 4 níveis de generalidade decrescente correspondem em regra a níveis de operacionalização crescente, ou seja, à medida que os objetivos visam campos mais restritos - partindo de aptidões globais, dificilmente avaliáveis e formuladas em termos de opções políticas, até à aquisição de capacidades mais restritas previstas nos objetivos específicos - vão também sendo formulados em termos de maior objetividade, identificando de forma mais precisa, quer os resultados esperados, sob forma de comportamentos observáveis, quer os processos que possibilitam e garantem o controlo desses mesmos resultados.

Topo | Índice

Assim, os objetivos específicos são considerados objetivos operacionais por excelência, acontecendo frequentemente as duas designações aparecerem, na literatura da especialidade, como sinónimas. Por esta razão, para alguns autores o termo objetivos de formação ou pedagógicos, corresponde apenas aos que aqui se designam por objetivos gerais e específicos.

Refiram-se as caraterísticas mais importantes destes dois tipos de objetivos, visto serem os que mais diretamente estão ligados à função de formador:

Objetivos Gerais

  • visam competências a adquirir;
  • expressam os resultados esperados;
  • situam-se ao nível da realização das ações;
  • visam capacidades mais complexas;
  • não são diretamente observáveis.

Objetivos Específicos

  • visam competências a desenvolver;
  • expressam comportamentos esperados;
  • correspondem a capacidades mais elementares;
  • são sempre formulados em termos operacionais;
  • devem ser diretamente observáveis.

Exemplos

Objetivo geral

No final deste módulo o formando deve ser capaz de: saber como se prepara qualquer tipo de cocktail referenciado na respectiva carta.

Objetivos específicos

No final da 1ª sessão o formando deverá ser capaz de: - enunciar sem qualquer falha, os ingredientes necessários à preparação do long-drink RIVAX; - indicar a dosagem de cada ingrediente do long-drink RIVAX e a ordem em que cada um deles entra na sua preparação; - preparar o long-drink RIVAX.

No final da 2ª sessão o formando deverá ser capaz de: - enunciar sem qual quer falha os ingredientes necessários à preparação do long-drink XYZK; -...

Este exemplo refere-se a um objetivo geral definido para um módulo, que é subdividido em vários objetivos específicos, por cada sessão desse módulo. Este procedimento possibilita ao formador avaliar em que medida o objetivo geral do módulo é atingido.

Um processo de formação organizado corretamente, deverá ter em conta os vários níveis de intenções pedagógicas, pois na realidade existe uma hierarquia entre os diferentes níveis, devendo cada nível ser derivado do que o precede, para que a ação de formação seja um projeto global coerente e eficaz.

Topo | Índice | A seguir » Domínios dos objectivos »